Sexta-feira, 10 de Junho de 2011

Renata Lourenço

1/11/1996

 

E lá nasceu ela : Renata Vanessa da Costa Lourenço. Na Póvoa de Varzim, dando pouco trabalho a mãe. Só dormia, comia e sujava as fraldas. O que  mais se podia pedir de uma menina que ficou dentro da barriga da mãe até as 42 semanas? Era gordinha, bochechuda e fazia caras engraçadas. Ficando conhecida pela "bébé que cheirava!".

Desde que nasceu sempre foi a menina da família. Mas nunca foi muito mimada nem nada disso. Foi crescendo tendo sempre ao seu lado toda a família. Seu pai, era o seu ídolo. Amo-o com todas as suas forças, e ainda o faz. Sua mãe, é a lutadora da família. Mulher de garra, por quem tem uma admiração enorme. Sua irmã apesar de (muito) irritante, é fantástica, e adora-a.

Sempre foi uma rapariga inocente, fazendo apenas o que lhe pediam e seguindo a sua vida. Até que teve o seu maior desgosto. Foi aí que caiu na realidade da vida. De como ela era e ainda é. É injusta. E fria. E amarga.

Apartir daí tudo mudou. Passou a ser mais fria, má, e quando as pessoas mereciam tinha um coração frio com elas. Era sem intenção, mas acabou por decobrir, também, que aquela era a sua natureza.

A sua relação com a família, tornou-se instavél. Era rude, e respondia mal para todos. Mas ela não se conseguia controlar. Acabava sempre por se arrepender, mas era tarde de mais.

Foi aí, com os seus 11 ou 12 anos que começou a fumar. Mais tarde com os seus 13 começou a beber e a fumar outras cenas. Ainda hoje o faz, mas é só por diverção. Para relaxar de vem em quando.

A mãe nunca descobrio até agora, mas o seu comportamento era mau, as suas notas eram baixas, e começou a faltar as aulas, não fazia aquele que os professores pediam, por isso pos ela numa psicológa.

Não ajudou muito, mas ela aprender a conseguir-se controlar. Pouco, mas conseguio.

Mas as coisas, por outro lado continuavam na mesma.

A verdadeira Renata veio ao de cima. Com o passar dos anos, foi aprendeu o dom de fingir que estava bem, que estava feliz.

Mas havia sempre um sinal de tristeza, raiva e mágoa nos seus olhos.

As pessoa não viam isso, mas diziam sempre que tinha uns olhos grandes e escuros, escuros de mais para a pessoa que ela é. Isso porque não sabiam nada sobre ela.

Já viu pessoas com medo, quando se metiam com ela só pela maneira de ollhar. Era a sua maneira de se contorlar e não espancar a pessoa. Porque para dizer a verdade ela é bem capaz disso.

Ainda hoje a verdadeira Renata rezide com ela, dorme com ela, chora com ela, come com ela, irrita-se com ela. Tudo com ela. E porque? Porque este é o seu verdadeiro ser.

Mas, agora o que ela quer é seguir em frente, concretizar os seus sonhos e tentar ser feliz, porque afinal de tudo ela merece.

 

PS: Um dia destes meto uma foto minha, but not today! :$

publicado por NattahL às 15:33
link do post | dizer murmúrios | favorito
|
murmúrios:
De margariida a 10 de Junho de 2011 às 16:29
Oh, obrigada querida :')
Ando mesmo insegura com o vestido que escolhi :s

Btw, adorei o blog.
Beijinhos


De Teresa a 10 de Junho de 2011 às 17:31
deu? eu não ouvi :o

Grande post... percebo.
Eu até dava para actriz... sempre que perguntam: "Está tudo bem?" e eu respondo: "sim" e esboço um sorriso as pessoas acreditam, acho que vou para actriz.

Mas a vida continua. O amanhã é incerto mas o hoje precisamos de viver intensamente.

<3


Comentar post

Tumblr

nattahl.tumblr.com

recente estupidez

Aprender coreano!

crash test dummies - mmmm...

Limpeza de pele!

Rasta e camera fotografic...

Fim de verão / Começo da ...

A morte está a bater a po...

De volta por um momento.

P.#7

Gaga One Beach Club

P #atéaoinfinito